Dicas
Projetos de carreira no exterior

De volta para casa: estratégias para superar o homesick durante o intercâmbio

escrito por
Natasha D`Angelo
28/3/2024
Leia em
5 min
Compartilhe essa dica

A experiência de estudar no exterior é uma oportunidade incrível de crescimento pessoal, aprendizado e descobertas. No entanto, junto com toda a empolgação, é comum que os intercambistas enfrentam um desafio emocional: o homesick, ou seja, a saudade de casa. A Be easy, especialista em programas educacionais no exterior, traz dicas valiosas para você superar o homesick e aproveitar ao máximo a sua experiência internacional.

Entendendo o homesick

O homesick é a sensação de saudade e nostalgia que surge quando estamos longe de casa, do nosso ambiente familiar e das pessoas que amamos. Essa emoção pode ser desencadeada por diversos fatores, como a distância geográfica, a diferença cultural, a adaptação a novas rotinas e a falta dos confortos do lar. É importante ressaltar que sentir saudades é uma reação comum e não significa que você não está aproveitando a oportunidade de aprender um idioma no exterior ou fazer uma universidade no exterior. Com as estratégias certas, é possível transformar o homesick em um impulso para o crescimento pessoal e para a construção de memórias incríveis.

Criando laços no novo lar

Uma das melhores formas de lidar com a saudade de casa é criar conexões genuínas no novo país. Envolva-se em atividades que você gosta, participe de clubes e organizações estudantis, conheça pessoas com interesses similares aos seus. Ao construir amizades e se sentir parte da comunidade local, você terá um sistema de apoio valioso para os momentos em que a saudade apertar.

Mantendo os vínculos com as raízes

Manter contato regularmente com a família e os amigos é essencial para amenizar a distância emocional. Agende chamadas de vídeo, compartilhe fotos e experiências, envie mensagens afetuosas. No entanto, é importante dosar essa comunicação para não criar uma dependência excessiva que dificulte a sua adaptação. Encontre um equilíbrio saudável, reservando momentos específicos para se conectar com o lar, mas também se permita viver intensamente a experiência no exterior.

Transformando o espaço em um refúgio acolhedor

Para minimizar a sensação de saudade, transforme o seu espaço no exterior em um lugar acolhedor e familiar. Leve consigo objetos que remetem a lembranças felizes, como fotos, livros favoritos, ou um item que traga conforto. Escolha uma acomodação adequada, seja uma casa de família, residência estudantil ou apartamento compartilhado, garantindo que você tenha um ambiente confortável para chamar de lar durante o intercâmbio.

Abraçando a cultura local

Mergulhar na cultura do país onde você está é uma forma incrível de se sentir mais conectado e reduzir a sensação de saudade. Explore a culinária local, visite pontos turísticos, participe de festivais e eventos tradicionais. Ao criar novas experiências e memórias positivas, você fortalece o seu vínculo com o lugar e diminui a intensidade do homesick.

Cultivando rotinas reconfortantes

Ter uma rotina estabelecida pode trazer uma sensação de estabilidade e conforto, mesmo estando longe de casa. Crie hábitos que te façam bem, como praticar exercícios regularmente, reservar momentos para hobbies que você ama, ou simplesmente desfrutar de um café em sua cafeteria favorita. Encontre um equilíbrio entre os estudos e atividades prazerosas, entendendo que cuidar do bem-estar emocional é fundamental para uma experiência de intercâmbio positiva.

Celebrando as raízes culturais

Celebrar a sua cultura de origem é uma forma de manter viva a conexão com as suas raízes, mesmo estando distante. Procure restaurantes que oferecem pratos típicos do seu país, comemore datas festivas como você faria em casa, ouça músicas que te remetem a momentos felizes. Compartilhar essa conexão cultural com outros intercambistas brasileiros pode criar uma rede de apoio com pessoas que entendem a sua experiência.

Acolhendo as emoções

Lidar com o homesick também envolve acolher e gerenciar as emoções que surgem. Permita-se sentir saudades quando elas vierem, mas também busque estratégias para ressignificar esses sentimentos. Escrever sobre a sua experiência em um diário, praticar meditação ou buscar apoio psicológico online são algumas opções. Lembre-se de que essa jornada vai muito além da sala de aula e que cuidar do seu bem-estar emocional é fundamental.

O homesick como impulso para o crescimento

Por mais desafiador que o homesick possa parecer, ele também traz consigo oportunidades de crescimento e autoconhecimento. Ao enfrentar a saudade de casa, você desenvolve habilidades valiosas, como resiliência, adaptabilidade e independência. Encare essa experiência como uma chance de se reinventar, de descobrir novas forças e de expandir os seus horizontes. Abrace essa jornada de crescimento e transforme o homesick em uma fonte de aprendizados e memórias incríveis.

Be easy

Na Be easy, entendemos que o homesick faz parte da jornada de estudar no exterior, mas estamos comprometidos em fornecer todo o suporte necessário para que você supere esse desafio e tenha uma experiência inesquecível. Nossa equipe  está pronta para te orientar em cada etapa do processo, desde a escolha do destino ideal até a adaptação no novo país. Se você quer saber mais sobre como a Be Easy pode te apoiar nessa jornada incrível, entre em contato conosco hoje mesmo. Estamos ansiosos para fazer parte da realização do seu sonho de estudar no exterior!

Compartilhe essa dica
Natasha D`Angelo
Founder e CEO, Be Easy
Bem-vindo à Be Easy!

Pronto para desbloquear seu potencial global? Trabalhamos para tornar essa experiência simples, completa e acessível para você. Vamos conversar!

Fale conosco